O Sono do Bebé

  O sono dos bebés e crianças é uma fonte de preocupação frequente. Sabe-se que cerca de 20% das crianças apresentam alguma dificuldade no sono, que leva à procura de informação ou de ajuda especializada. Estas dificuldades em bebés, geralmente transitórias, são esperadas pois durante a primeira infância ocorrem grandes alterações no sono, nomeadamente na duração, arquitetura e nos períodos sono-vigília.

As necessidades de sono mudam ao longo do desenvolvimento. Os recém-nascidos dormem cerca de 17 a 18h, os bebés de 12 meses cerca de 14h e as crianças de 3 anos dormem uma média de 12h (sesta + sono noturno).

Também a distribuição do sono ao longo das 24h do dia se modifica ao longo dos 3-6 meses. Os estudos demonstram que 83% dos bebés de 6 meses dormem por um período de 6h/noite e 90% dos bebés de 12 meses dormem por um período de 7 a 8h/noite.

No entanto, a regulação do sono é muito variável entre bebés e depende de múltiplos fatores: biológicos (desenvolvimento, genética, prematuridade, patologias neurológicas), ambientais (luminosidade, nível de ruído, partilha do quarto) e parentais (dificuldades em separar-se do bebé e o autonomizar por variadas razões, crenças familiares relativas ao sono).

Como ajudar o bebé a ter bons hábitos de sono?

Após o nascimento, o meio ambiente tende a induzir o bebé a estar cada vez mais tempo acordado durante o dia e a ter ciclos de sono mais longos durante a noite, respeitando a necessidade intrínseca do bebé de fazer um sono mais prolongado.

– É importante que os pais ajudem a manter estas diferenças no período noturno, respondendo menos às solicitações do bebé durante a noite e promovendo a ausência de estímulos excessivos do meio ambiente (luzes, sons…).

– Deitar o bebé quando este se apresenta sonolento mas ainda acordado e permitir que adormeça sozinho. Estimular o bebé a encontrar a sua auto-regulação (tranquilizar sem se deitar ao lado do bebé, nos despertares a meio da noite estimular o mínimo possível, recorrer a objeto transitivo).

Os bons hábitos de sono são essenciais para o desenvolvimento cognitivo, comportamental, emocional e físico da criança, daí a importância da deteção e intervenção precoces.

Os problemas do sono podem surgir em qualquer idade. A recusa em adormecer e permanecer sozinho na própria cama é o problema mais comum. Outros problemas incluem as condições médicas (narcolepsia, apneia do sono, síndrome das pernas inquietas), o sonambulismo e os terrores noturnos.

É importante não esquecer as necessidades de sono dos pais!

A necessidade de alimentar repetidas vezes o bebé nos primeiros meses de vida não permite aos pais um ciclo completo de sono, o que condiciona cansaço e fadiga. Aceitar o suporte da rede social e familiar e alternar os cuidados noturnos entre a mãe e o pai pode ser benéfico. É importante ser flexível e aproveitar as sestas do bebé para descansar e dormir!

No entanto, se as alterações do sono forem recorrentes e interferir com a dinâmica familiar não hesite em nos contactar.

 

Leave a Comment