Dezembro!

Mês do natal, da família, da partilha, da solidariedade e, como não podia deixar de ser, das iguarias e do encontro em torno da mesa!

Esta época natalícia que se aproxima é recheada de jantares, de bombons, de chocolates, de doces e salgados na consoada, no dia de natal, no ano novo e por vezes segue ininterruptamente até aos reis (quando não dura ainda mais com a marcação de jantares de natal “pós natal” que não couberam numa agenda tão apertada). Parece-lhe familiar este cenário?

Já que este período é tão rico em gorduras saturadas, açúcar e sal porque não compensar, fazendo uma alimentação equilibrada, nos restantes momentos em que não tem esses encontros em redor da mesa?

Obviamente, como nutricionista, não posso deixar de sugerir moderação nas quantidades nestes encontros em torno da mesa mas se tal moderação não for possível, ou decidir não o fazer, então, compense a ingestão energética e a possível diminuição de micronutrientes importantes nas restantes refeições.

Coma mais fruta em vez dos snacks menos saudáveis (bolos, salgados, fritos de pacote,) e alterne com iogurte magro ou então junte fruta fresca ao iogurte e polvilhe com canela – uma maravilha!

Coma sopa às 2 refeições e, se ainda não o faz, esta é uma ótima altura para começar. Pelo seu elevado teor de água e fibra (e reduzido valor calórico) ajuda-nos a aumentar a saciedade e com isso controlar o volume do prato principal, já para não falar no seu teor de nutrientes e micronutrientes benéficos que contêm.

Nas refeições do dia a dia evite os fritos, os assados com gordura, os molhos, os refrigerantes. Reserve-os para os dias em que a mesa se enche com doces, salgados, fritos, assados, vinhos e refrigerantes… E já serão vários os dias este mês não?:)

E a caminho do restaurante para o seu jantar de Natal ou de amigos coma uma fruta ou um iogurte. Desta forma entrará no restaurante já com alguma saciedade o que lhe dá a tranquilidade necessária para poder seleccionar o que irá comer. se entrar com fome, a probabilidade de ingerir mais do que o que pretende é grande,  e normalmente arrependemos-mos sempre no final, quando temos que desapertar o botão das calças para confortavelmente conseguirmos continuar a conversa com o parceiro do lado… Já lhe aconteceu?

Em resumo, a mensagem que aqui a nutricionista lhe pretende deixar é que não temos que fugir do país (neste caso teria mesmo que ser do mundo…) para podermos passar pela época natalícia, sem, em Janeiro nos assustarmos com o peso na balança ou como os números nas análises clínicas.

Conta, peso e medida, é uma expressão que se enquadra aqui muito bem.

Decida o que vai comer, decida que quantidades, decida as suas prioridades. Quando comer não fale para poder apreciar o que está a comer, quando falar pouse os talheres – neste caso a melhor forma de controlar a ingestão é evitar o multitask, comer e conversar leva a que coma mais por estar atento ao seu interlocutor, e assim não consegue saborear todos os pedaços de comida que ingere, nem tem a percepção da quantidade que efetivamente ingere.

Principalmente aproveite bem esta época com a sua família, com os seus amigos.

Lembre-se:

Nem todas as prendas têm que ser comida, nem toda a comida que se recebeu de presente tem que ser ingerida nesta época (há prazos de validade longos) e nem todos os encontros tem que ser à volta da mesa.

E se gostar de resoluções de ano novo pense desde já nas suas, para iniciar o novo ano com o pé direito. Considere incluir algumas resoluções no âmbito da saúde e da alimentação. Pode ser que já esteja no bom caminho, mas se achar que ainda tem uns passinhos para dar nesse sentido então pense nisso com carinho:)

Bom Natal e bom Ano Novo!

São os votos sinceros da equipa Fisiokids!

Leave a Comment